tv

Viciada em séries: How to Get Away with Murder

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

 

viola+davis

How to Get Away with Murder segue a vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma professora de Direito Penal da fictícia Universidade de Middleton, na Filadélfia, uma das mais prestigiadas Escolas de Advocacia na América. Uma advogada de defesa, Annalise seleciona um grupo dos seus melhores alunos em sua turma da universidade para trabalhar em seu escritório. São eles: Connor Walsh, Michaela Pratt, Asher Millstone, Laurel Castillo e Wes Gibbins.

Em sua vida pessoal, Annalise vive com seu marido Sam Keating, um renomado psicólogo, mas também vive um relacionamento às escondidas com Nate Lahey, um detetive local. Quando sua vida pessoal e profissional começar a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se verão envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinato. (FONTE: Wikipedia) 

Esse sem dúvida é o meu maior vício dos últimos tempos, essa série tem uma narrativa bem diferente, e mostram trechos finais já nos primeiros episódios, o que te deixa ainda mais angustiado para saber o que aconteceu e como as coisas chegaram ali.

Foto-2

Mais uma coisa que aprendi nessa série é aquela famosa história de “nem tudo é o que parece ser”. As vezes interpretamos de uma forma, e depois de vermos o desenrolar de toda a história mudamos completamente nosso “julgamento” sobre a situação. Vale super a pena assistir, é muito bem amarrada a trama e as histórias.

 

Disney – Hollywood Studios: terceiro parque

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Vou começar o post pedindo desculpas, de novo, por estar enrolando TANTO para contar tudo da viagem, de novo. Eu passei uma semana péssima com uma sei-lá-eu-o-que-mas-dizem-que-é-virose e no fim não quis sair da cama, quanto mais raciocinar e escrever. Sorry! A parte boa (pra mim, claro) é que vi Desparate Housewives como se estivesse sendo paga (e muito) para isso, li muito e estou nova em folha, descansada e com toda a energia que preciso para voltar…

IMG_0469 Bom, falando ainda dos parques, para a Disney compramos pela Decolar um pacote que dava direito a ir aos 4 parques e depois repetir algum parque, e no terceiro dia fomos ao Hollywood Studios – honestamente era o que eu estava mais ansiosa para ir, depois do Magic Kingdom. Para a minha alegria não me decepcionei nada e esse foi o parque que resolvi repetir no final das contas, e não queria nunca mais ter ido embora de lá.

IMG_0244

O que me fez amar tanto esse parque? Não sei nem por onde começo, mas vou tentar dizendo que tem alguns dos melhores brinquedos que eu fui durante a viagem, que o tema dele é a magia do cinema, teatro, música e TV (poderia ter começado e parado aqui, amor demais), e porque ele tem milhares de atrações sentadas e eu como uma boa idosa adoro me divertir, mas se for sem cansar muito ai sim você vai me ver feliz de verdade, e dentro do Hollywood Studios as atrações tinham em média 30 minutos de duração, ou seja, a velhinha aqui pulou de alegria.

Além disso, como já comentei , está na época de verão lá e o tema desse parque está sendo “Frozen Summer Fun” e eu to/tava numa vibe muito Frozen, cantando “Let it Go” e “Do you want to build a snowman” oitocentas e setenta e cinco vezes por dia antes mesmo da viagem, então fiquei com cara de criança que está vendo o Papai Noel pela primeira vez na vida nesse parque, onde eu olhava tinha Frozen, o Olaf, a Ana, ahhhh, eu amo! Vou contar até um segredo aqui, o Gustavo (para quem não conhece, meu marido, prazer!) saiu de lá cantando as músicas da Frozen, SIM MINHA GENTE, a Disney faz dessas até com as pessoas mais céticas <3

IMG_0241

Melhores brinquedos

The Twilight Zone Tower of Terror: este é o momento que eu vou contra tudo que eu acreditava, já explico… Sempre tive pavor de brinquedos que simulam elevadores, e mesmo nas minhas épocas mais hard core da vida, em que eu já pulei de skycoaster e ia em qualquer brinquedo, eu nunca ia em elevadores, e desta vez fui, e adivinhem qual foi o meu brinquedo preferido? Pois é. Não sei explicar, mas talvez por não ser queda livre, ter o hotel com aquele ar de mistério e sobrenatural, eu acabei indo (tremendo dos pés a cabeça e tirando uma coragem que veio sabe-se lá de onde) e repetindo no dia que fui ao parque de novo. Amor, amor e amor por esse brinquedo.

IMG_0499

Rock’n Roller Coaster Starring Aerosmith: essa montanha russa foi uma das melhores (com certeza está no top 3) dessa viagem. E se montanha russa é bom, imagine uma em que você escuta Aerosmith? Na hora que ela arranca o movimento é tão brusco e tão intenso que fiquei uns 10 segundos sem respirar.

IMG_0249

Star Tours: simulador 3D do Star Wars bem divertido e quem é fã do filme (não é meu caso) não pode perder. Saindo de lá tem uma lojinha que é recheada de artigos do filme, uma graça.

Toy Story Mania: a maior fila desse parque você vai encontrar nesse brinquedo. Como no dia que fui lá tinha ido bem cedo, um dos meus fastpass eu usei aqui, apesar de achar a atração BEM fofa, não achei que valeria pegar aquela fila toda (em média 90 minutos) se eu não tivesse FP.

The Great Movie Ride: um passeio por várias décadas do cinema, o guia que leva o carrinho vai contando sobre as histórias dos filmes.

IMG_0431 IMG_0428

Melhores atrações

Aqui em atrações vou falar dos shows que acontecem, para isso você deve sempre pegar o “time guide” na entrada do parque para ver os horários que eles começam e onde. Ao contrário dos brinquedos os shows/atrações têm horários específicos, então é bom ficar atento para não perder nenhum.

Fantasmic: no dia em que fui ao Hollywood pela primeira vez, fui bem cedo e não aguentei ficar até tarde, por isso só vi a atração Fantasmic na segunda ida ao parque, já que ela só acontece a noite. Posso resumir a atração como um mix de projeção nas águas, teatro, fogos de artifícios e muitos efeitos epeciais. Ainda da pra ver todas as princesas lá e é tudo tão, tão, tão lindo, que se eu não fosse não teria me perdoado nunca.

Beauty and the Beast live on stage: olha minha gente, eu não sou das pessoas mais choronas que eu conheço, mas passei vergonha mesmo e chorei LITROS assistindo, pelo simples fato de que a Bela e a Fera é tão minha infância que seria impossível controlar as lágrimas. Esse musical conta em 30 minutos a história do filme e se você estiver indo para a Disney é sua obrigação passar por lá. Hehe.

IMG_0362

For the First Time in Forever: A “Frozen” Sing-Along Celabration: essa show foi incrível tanto pela “simplicidade” dele, quanto pelos atores que apresentaram. Achei bem inteligente o modo de apresentação: um casal de Arendelle (cidade da Ana e Elsa) vai contando a história do filme, muito bem humorados e com uma ótima atuação, demos muitas risadas com as performances, conforme eles vão contando, eles param e tocam uma música do filme com letrinhas no telão do palco, no maior estilo videokê, e o público é convidado a cantar junto, acaba a música o casal conta mais e assim vai… No final a Rainha Elsa aparece e pra delírio da galera canta o tão esperado Let it Go. ~o meu marido disse que ficou arrepiado nessa hora, eu por outro lado estava arrepiada fazia uns 25 minutos já~ a atração dura meia hora e no final cai neve de mentirinha.

IMG_0446 IMG_0458

Voyage of the Little Mermaid: tem A história da Pequena Seria contada num teatro coberto com váááários efeitos LINDOS com água, música e uau que atração foi essa… As fantasias e os personagens lá são perfeitos.

IMG_0485 IMG_0486

Lights, Motors, Action! Extreme Stunt Show: a preferida dos meninos, mostra como são feitos os efeitos especiais em filmes de ação com carros, fugas e explosões.

IMG_0290 IMG_0294

Indiana Jones Epic Stunt Spetacular: também mostra os efeitos usados nos filmes e você fica preso o tempo todo na atração, é bem emocionante.

IMG_0278

Bônus: o encerramento da noite e a queima de fogos no palco principal foi com apresentação e som de Frozen *.*

Hollywood Studios

IMG_0254

IMG_0265

IMG_0471

Volto muito em breve para contar do Epcot. Espero que vocês estejam gostando de ler tanto quanto eu estou gostando de escrever e relembrar dessa viagem dos sonhos.