saúde

Benefícios do Oil Pulling

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Faz algum tempo que tenho buscado alternativas saudáveis tanto na alimentação quanto para tratamentos de beleza, quem acompanha o blog já viu eu falando de alguns desses métodos como, por exemplo, na entrevista que falei sobre os benefícios do óleo de coco que você pode conferir AQUI.

Eu já sabia que existia funções para óleos vegetais, além dos cabelos e pele, mas como nunca tinha testado resolvi nem comentar na entrevista. Vendo os snapchats da Yasmin Brunet sobre o tema, finalmente resolvi dar aquela Googlada básica e entender melhor o tema, e fiquei surpresa de saber que é possível até fazer um clareamento dental em casa usando essa técnica da medicina Ayurveda – que já existe há muito tempo apesar de só ter sido mais comentada recentemente.

Adepta da técnica, Yasmin Brunet
Adepta da técnica, Yasmin Brunet

Como fazer:

De manhã, ainda em jejum e antes de escovar os dentes, pegue uma colher de sopa de óleo vegetal, e bocheche por 20 minutos. Tome cuidado para não engolir o óleo. Depois de bochechar, cuspa e enxágue a boca e escove os dentes normalmente. Pode ser feito com vários óleos de origem vegetal orgânicos prensado a frio, mas pelo gosto o meu favorito é o de coco.

Cada artigo que eu li sobre o tema citou muitos benefícios que ele traz para saúde, sem dúvida esteticamente falando um dos melhores é o clareamento dos dentes, mas também serve para: dissolver os tártaros, limpar profundamente a boca, matar as bactérias (muitas doenças chegam ao corpo pela boca, e deixando essa região mais limpa ajuda a evitar vários tipos de doenças) e ainda melhora a pela com acne.

A atriz Gwyneth Paltrow também pratica o oil pulling
A atriz Gwyneth Paltrow também pratica o oil pulling

Dica:

No começo vai ser bem difícil aguentar os 20 minutos de bochecho, então da para começar em 10 e aos poucos ir aumentando. Eu gosto de fazer isso enquanto faço outros rituais da manhã, como arrumar a cama, ler algumas mensagens no celular, assim o tempo passa mais rápido.

Sobre o colágeno e a gelatina

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

É muito complicado falar de alimentação de forma generalizada, pois algumas vezes o que funciona e é bom para um, pode fazer mal para outro. Além disso, milagres não existem, e pode ser que as coisas não funcionem tão maravilhosamente na prática quanto na teoria, mas para me ajudar nos posts com alimentação, pedi socorro para uma amiga que é nutricionista, e trouxe algumas dicas para a gente.

Antes de tudo vou apresentá-la: Carolina Mariano é Nutricionista (CRN8-6152), tem 25 anos e é especialista em Fitoterapicos pela Universidade Gamma Filho, além de pós-graduada em Nutrição Clínica pela Faculdade Evangélica do Paraná.

A primeira pergunta que fiz para ela foi sobre o colágeno que tem na gelatina. Sempre ouvi dizer que gelatina era bom por causa do colágeno, então eu tinha mania de tomar gelatina como se fosse chá (aquele momento em que ela que fica molinha antes de ir para a geladeira), achando que isso era o suficiente, e olha a resposta que recebi:

“Não, a gelatina não ajuda na obtenção de colágeno, pois a quantidade de colágeno que tem na gelatina é muito pequena comparada ao que precisamos. O ideal é comprar cápsulas de colágeno hidrolisado, que é aproveitado 100% pelo nosso organismo.”

Benefícios-do-colágeno

Fuéééé pra mim! Aprendi a dica e parei de tomar gelatina achando que tou abafando, claro que continua sendo uma fonte de colágeno, mas não para suprir a dose diária necessária para o meu corpo. Espero que tenham gostado.

Entenda melhor: Para ser mais bem absorvido, o colágeno necessita de vitamina c, presente em abundância no limão, no melão e na acerola; além de vitamina e, encontrada nas frutas oleaginosas e nos peixes como melhora a firmeza e a elasticidade da pele, o colágeno combate a celulite, as estrias e a flacidez. Resultado: corpo saudável e em forma. (Fonte: Corpo a corpo)

Apresentação4

Pra onde vai tanta comida?

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

A frase título desse post me perseguiu a vida toda. Desde criança eu tinha uma alimentação zero equilibrada e comia tudo que via pela frente – se fosse doce e/ou fritura. Foram incontáveis cafés da manhã na infância comendo pão com hambúrguer, e tomando um litro de leite com Nescau adoçado com leite condensado. Mas graças a minha genética nunca engordei e sempre me senti no direito de comer ainda mais.

Mas de uns anos para cá o corpo resolveu se revoltar e mostrar para onde ia tanta comida: para o culote, coxas e glúteos. Mesmo vendo o estrago começando eu não conseguia nem controlar a alimentação, nem me matar na academia. E continuava indo almoçar rodízio de pizza, comendo pizza de janta umas 5x por semana, pão no café da manhã e usando leite condensado como se fosse adoçante, colocando em tudo que eu ia beber.

Esse ano, depois de provar um vestido curto para ir à formatura de uma amiga, com um espelho e uma luz bem forte em mim, eu vi aquela pessoa de 24 anos, com tudo para ter um corpo decente e pensando que não poderia usar aquele vestido sem meia calça, pois seria impossível mostrar aquelas pernas pro mundo.

Gente, espero que vocês não me entendam mal, pois sofro preconceito de gente que acha que porque de roupas você está magra, você não pode estar extremamente infeliz com o seu corpo, sendo que essa pessoa não sabe quanto é difícil para você usar um vestido mais justo, ou até um biquíni.

Para fechar esse quadro lindo, não sei se vocês sabem, mas meu marido é formado em Ed. Física e dá aulas de tênis, ou seja, imaginem ele me vendo comer assim sem ir para academia há mais de um ano e ligando zero para tudo isso. Foi então que do nada veio uma enorme vontade de mudar esse quadro e decidi usar as minhas semanas de férias da pós para ir numa clinica de estética onde até então eu só tinha ido fazer massagem relaxante e limpeza de pele, e comprei um pacote para começar o meu intensivão: 10 sessões de Cellutec, Manthus e Carboxterapia (aquecida).

Ao todo já fiz 4 das 10 sessões e estou tendo um resultado incrível. Aliado a isso eu ganhei do meu love um kit para fazer exercícios em casa e estou mudando aos poucos meus hábitos alimentares. Nos próximos dias vou contar a série que ele me passou e mostrando os resultados que tenho tido.

Espero que no próximo verão, eu possa ir para a praia sem usar canga e sem ter que me esconder por causa dessas gordurinhas indesejadas. Nos próximos posts vou contando como funciona cada técnica e como elas atuam no corpo.

DSC03072

 

kit básico iniciante, aos poucos vou comprando mais itens e contando

Apresentação4