hambúguer

Dica de viagem: João Pessoa – dia 2 e último dia

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Vou misturar agora meu segundo e meu último dia em João Pessoa, já que no meio desse período não fiquei lá. Vou tentar falar de forma cronológica, ok? Hehe.

Ponta do Seixas e Farol de Cabo Branco

De manhã fomos a um ponto turístico que é o lugar mais oriental do Brasil continental (e segundo minhas pesquisas, do continente americano). Lá você conhece também o Farol de Cabo Branco, que é um dos cartões postais da cidade de João Pessoa, e tem uma vista linda da praia de Cabo Branco.

IMG_1527 IMG_1529 IMG_1534

Praia de Coqueirinho

Depois passamos a manhã em uma praia MARAVILHOSA, com um mar lindo. Essa praia é legal, pois não ficam vendedores ambulantes passando toda hora, e você se sente em uma praia mais “afastada” (dependendo do dia da semana e época do ano) se for mais para o lado direito – oposto de onde ficam os bares e restaurantes. É bem comum o pessoal fazer churrasco na praia, e aproveitamos para almoçar em um desses restaurantes que tinha por perto, com aquela vista maravilhosa do mar.

IMG_1554 IMG_2165 IMG_2169 IMG_2183

Praia de Tambaba

A tarde fomos a praia de Tambaba, essa praia é dividida em duas áreas, a praia “comum” e a praia dos naturalistas (no popular, praia de nudismo), mas nessa segunda eu nem me arrisco a ir, prefiro deixar quieto. Hahahahaha.

IMG_1605 IMG_2185

Pão com Gergelim

Como não poderia ser diferente se tratando da minha pessoa, eu precisava conhecer alguma hamburgueria artesanal da cidade, e fui na Pão com Gergelim, o lugar é uma graça – fica nos fundos de uma casa bem linda, mas eles só atendem com reserva e hora marcada, a parte boa é que você terá mesa a hora que chegar, a ruim é que se não ligar antes, pode ficar sem lugar. Pedimos um hambúrguer maravilhoso, enrolado no bacon <3 chamado Elvis.

IMG_2208 IMG_2205 IMG_2203

 

No último dia fiquei na orla de JP mesmo, a noite comprei algumas lembrancinhas na feirinha de Tambaú e depois fomos a um café fofíssimo chamado Empório Cookies, e tudo que tinha lá era maravilhoso, vendem de macarrons a cupcakes, e outros salgados.

IMG_2291 IMG_2292 IMG_2296 IMG_2300 IMG_2301

PS: Sério eu dei muuuuuita sorte nessa viagem, não comi NADA que eu não gostasse, tudo lá é muito bem feitinho e muito gostoso.

PS2: Leka eu não tenho nem como te agradecer por me levar a lugares tão incríveis. Você e o Ale são o melhor casal do mundo <3 Obrigada por tanta paciência, carinho e atenção.

 

Melhores lugares para comer hambúrguer em Curitiba + CWBurguer Fest

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Esse post estava anotado mentalmente fazia meses, o motivo é bem óbvio: sou obcecada por hambúrguer, é de longe minha comida preferida no mundo (já roubou o lugar da até então líder: a pizza), e para a minha sorte eu vivo em uma cidade em que você tropeça em hambúrgueres, mas eu só fui perceber isso depois que um amigo meu de São Paulo me disse que “Curitiba só tem hambúrguer para comer”, na hora eu desmenti ele super indignada, a gente tem MUITO restaurante bom por aqui, e de todo tipo de comida, mas realmente temos acesso a uma variedade enorme de hambúrgueres gourmet, felizmente.

Para ajudar, semana passada começou a terceira edição do Cwburguer Fest, que é um evento onde 47 restaurantes escolheram um (ou dois) hambúrguer para ser vendido com acompanhamento a um preço único de R$ 24,90. Ou seja, até dia 07 de setembro você tem muitos lugares legais para conhecer com um preço incrível e a lista dos participantes e do cardápio disponível estão nesse link aqui.

Agora vou listar por ordem de preferência os 5 melhores lugares em que já comi hambúrguer em Curitiba. Meu maior problema é que a lista toda hora muda as posições, mas vou fazer a atual, ok? Que mudei na sexta passada, hehe.

  1. Guiolla

O Guiolla entrou na minha lista em primeiro lugar porque além do hambúrguer ser maravilhoso, os atendentes são super simpáticos e de sobremesa tem a melhor torta que já comi nessa vida (não vou lembrar o nome exato, mas era uma de doce de leite), e para os fãs de sorvete eles oferecem sorvetes italianos tops. No festival agora eu comi o duplo, mas eu também sou fã do Hamburguer de Costela (Gourmand 33) e você pode escolher de acompanhamento fritas ou onion rings, as duas opções são ótimas e não vem pingando óleo e olha que não é de todo lugar que eu gosto. Ah, e se sentir penso na consciência depois de comer tanta deliciosidade da para tomar um suco detox. Pontos negativos: estacionamento é pago e o ketchup e mostarda são de uma marca que eu não gosto muito, eu prefiro Heinz, mas dai já é frescura minha mesmo. Dica: especifique bem o ponto que você quer na carne, a primeira vez veio crua dentro e eu reclamei no final, mas ainda assim por ter achado gostoso dei mais uma chance e voltei lá, sempre especificando que queria a carne sem sangue por dentro, e assim ele pulou na minha lista para primeiro lugar.

Guiolla - Hamburguer

  1. JPL Burguers 

Ainda me sinto mal por ter deixado o JPL em segundo, queria que esse também fosse primeiro lugar, mas tá na lista e isso que importa, haha. Aqui você encontra drinks deliciosos como cosmopolitan, Long Island Ice Tea (uma drink enorme e não é chá não, peçam!) e todos os hambúrgueres que já comi lá foram excelentes. Eu geralmente procuro a opção que tenha bacon, mas sou do tipo que também come um pedaço dos colegas e nunca comi nada que eu não tenha gostado. Ponto negativo: não tem estacionamento, tem que parar na rua ou nos estacionamentos da rua. Dica: quem gosta de cerveja (não é meu caso) tem uma variedade bem legal para escolher de cervejas artesanais. Durante a semana tem double de hambúrguer e de bebidas.

JPL Veggy-Vegas

  1. O Barba Hamburgueria 

Aqui o ambiente é legal e o tema desse bar são os piratas, sereias e barcos, as músicas são ótimas (Rock), as pessoas que frequentam são desde um público bem alternativo até famílias, não é a toa que o Barba está sempre cheio. O legal deles é que tem as opções de sanduiche (o pão com os acompanhamentos como os queijos, cebola, tomate, molhos e tal) e você coloca qualquer uma das carnes dentro desses sanduiches (bovinas ou vegetarianas).  Os nomes são inspirados em piratas e você encontra opções como Francis Drake (pão, a carne que você escolher, cebola frita com molho inglês e queijo cheddar), Capitain Hook (com cream cheese – eu amo esse), e o Mary Read  (com molho barbecue e queijo provolone – também está nas minhas opções preferidas).  Pontos negativos: as vezes você não consegue mesa ou não consegue nem entrar de tão cheio. Dica: chegue cedo!

  O barba

  1. Dom Corleone

O lugar é incrível, nós que amamos “O Poderoso Chefão” achamos o máximo vir aqui pela climatização do lugar. Os preferidos são o “Godfather” (150g de carne, cebola, tomate, batata palha, bacon, cheddar e mussarela) ou o “Fight club”. Pontos negativos: eu não gosto muito da região onde fica o bar, por isso eu prefiro pedir delivery ou passar e pegar o hambúrguer e comer em casa, mas como demora muito eu ligo antes quando quero eu mesma pegar e já peço. Dica: terça-feira tem double de hambúrguer.

domcorleone

  1. Madero 

Esse não podia falta na minha lista, já que são quase meus pais, de tanto que já me alimentaram! É o único lugar que eu já fui 5 vezes na mesma semana (literalmente, já almocei e jantei no mesmo dia inclusive) e ainda assim nunca enjoei. O pão sempre crocante, a carne sempre no ponto certo e o atendimento a maioria das vezes bom. Eles acabaram de mudar o nome dos hambúrgueres então não estou muito certa qual seria a denominação correta, mas os meus favoritos são: Angus e Cheese Bacon. Ponto negativo: estacionamento pago (e bem pago). Dica: Happy Hour de segunda a quinta-feira com as bebidas selecionadas pela metade do preço, sobremesas e hambúrgueres com preço especial.

MADERO

BÔNUS – Outros lugares que eu gosto de comer hambúrguer são: Outback, NY Café, Kharina, Memphis, The Fifties e Waldo X-Picanha. Mas esses eu deixo para contar melhor numa próxima lista.

Imagens: Divulgação