cachorro

Você está pronto para ter um animal de estimação?

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

IMG_4147 Desde que essa fofura da foto entrou na minha vida (eu contei sobre AQUI), algumas pessoas começaram a me perguntar como é o comportamento dele, e expressaram sua vontade de ter um bichinho. O fato é que eu acho que uma das melhores coisas que já aconteceram na minha vida sem dúvidas foi o Argus (meu gato), mas eu pensei MUITO antes de tomar essa decisão (acho que por uns 5 anos eu cultivava essa vontade, mas entendia minhas limitações).

Se tem alguém que acredita que TODO mundo deveria ter um animal como companheiro, terapia, fonte inesgotável de risadas e amor, esse alguém sou eu. Agora dizer que todos estão preparados para as responsabilidades que vêm dentro desse pacote de alegrias, eu sei que muitos não estão. Por isso fiz esse texto, não para desanimar ninguém que está pensando em ter um pet, mas para ajudar quem está nesse momento a pensar bem se está realmente disposto a lidar com o pacote completo, como falo a seguir:

1. Animais irão viver por muitos anos:
Pelo menos uns 15 anos você terá seu amigo ao seu lado, você está preparado para realmente lidar com isso? Se mudar de onde mora para um lugar maior, poderá levar seu animalzinho? E se for para um lugar menor? Morar fora do país? Ter filhos? Não digo que é possível saber o que vai acontecer no seu futuro, mas seja sincero, se tudo mudar, sua prioridade será encaixar ele no seu novo estilo de vida?

2. Eles ficam doentes:
Pode ser que ele fique doente MUITAS vezes, como foi o caso do meu, ou que você leve ele ao veterinário raramente, mas já parou para pensar quando isso acontecer se você está disposto a cuidar dele assim? Além de pagar veterinário e remédios que geralmente são caros, você tem que dar os medicamentos nos horários certos e deixar seu animal o mais confortável possível durante esse período. É o mesmo cuidado que você teria com uma criança, igualzinho mesmo.

3. Precisam de atenção:
Você nunca para em casa? Ama viajar e passar muuuuitos dias fora? Não tem tempo de passear com ele, ou de brincarem e se divertirem juntos? Talvez o seu ritmo de vida não seja o melhor para ter um bichinho, já vi gente deixando o animal trancado em um banheiro minúsculo, ou nunca ter tido tempo de levá-lo para passear na rua (no caso de cachorros) e brincar com eles. O resultado são animais estressados e deprimidos.

4. Necessidades básicas:
Já falei que eles ficam doentes e dão despesas, certo? Mas isso pode ou não acontecer, agora uma coisa é certa: eles sempre vão precisar comer e fazer suas necessidades fisiológicas. Alimentá-los com uma ração de boa qualidade além de melhorar a qualidade de vida do animal, é algo que custa caro. Se for um gato, também tem a areia, e os cachorros tem as fraldinhas descartáveis e os banhos semanais. Você tem no seu orçamento esses valores disponíveis? Ah, sem contar que quem vai ter que lavar os potes, recolher xixi, cocô e colocar comida todos os dias será você. Quando ele está mal e vomita, adivinha quem tem que limpar? Pois é, você mesmo!

5. Eles podem soltar MUITOS pelos:
Se você não tem tempo para escovar seus animais, saiba que vai ter um grande problemas com pelos voando pela casa toda. Parecem até aquelas bolas de feno em filme de faroeste, rolando pela casa. Pensa na sua roupa toda cheia de pelos, aquele seu casaco preferido todo “sujo”. Já pensou? Tem épocas do ano que a gente não vence e parece que os pelos são multiplicados por mil. Além de pelos, eles sujam a casa, fazem bagunça e não tão nem aí se você a-ca-bou de limpar tudo.

IMG_4160 Se você leu todo esse texto e não desanimou, parabéns! Você está preparado para amar e ser amado sem limites. Agora se ficou um pouco assustado, talvez seja hora de repensar a sua decisão. Já vi inúmeros casos de pessoas que no calor do momento pegam o bichinho, depois vêem o trabalho que é cuidar deles e devolvem, ou pior, abandonam nas ruas :( não pode isso, gente! Eles também têm sentimentos e se apegam as pessoas.

IMG_3047

Esse post de forma alguma tem a intenção de dizer para as pessoas não adotarem ou terem animais, apenas quis alertar para a consciência que deve vir junto com essa decisão, afinal estamos falando de outra vidinha envolvida nesse processo, que vai sofrer muito, mas muito, se algo der errado.