Geral

Popcorn time: os filmes do feriado

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Aproveitei o feriado para terminar alguns episódios de séries que eu acompanho, comecei a ver também algumas séries como Fear The Walking Dead, Narcos e Scandal. Agora to com várias séries pela metade porque alguns episódios ainda não lançaram, e minha memória é tão ruim que as vezes esqueço de ver alguma por simplesmente não lembrar dela. Hahaha. Mas nem só de séries foi o feriado e vi três filmes que eu adorei e precisava escrever sobre.

Big Eyes (2014)

Eu tenho um gosto bem peculiar para filmes, alguns tocam minhas emoções e meu coração de um jeito que não consigo nem explicar, e Big Eyes com certeza é um desses filmes. A trilha sonora tem Lana Del Rey, é dirigido por Tim Burton  e  é baseada em fatos reais – exatamente meu tipo de filme. A trama conta a história da pintora pintora Margaret Keane (Amy Adams), uma artista dos anos 50, que fazia quadros sempre com crianças com olhos grandes, mas que por viver em um mundo machista não conseguia vender a sua arte, tendo assim deixado seu marido assumir a autoria de seus trabalhos. Além disso o filme conta com a incrível interpretação de Christoph Waltz como marido de Margaret e também artista.

capa

The Imitation Game (2014)

Esse filme estava na minha lista há tempos, mas eu achava que ele era completamente diferente sem sequer ver o trailer, apenas julgando pelo título, haha. No filme o matemático Alan Turing (Benedict Cumberbatch) de apenas 27 anos constrói uma máquina para o governo britânico durante a 2ª Guerra Mundial, o objetivo da máquina é descodificar as mensagens que os alemães trocam entre eles e descobrir suas estratégias. Eu amei a história, ele conseguiram transformar algo que poderia ser massante e entediante, em algo entendível para nós leigos e emocionante.

the_imitation_game_turing_machine_still-e1421095769749

I Origins (2014)

A história é sobre o cientista Ian Gray (Michael Pitt) obcecado por olhos, que está estudando essa parte do corpo humano em seu doutorado, ele é um personagem extremamente cético e se apaixona por Sofi (Astrid Berges-Frisbey) uma mulher que tem as crenças completamente opostas as dele.O filme é pirado, cheio de viagens, meio poético, dramático, intenso, ou seja, tipo de filme perfeito para mim. Quando comecei assistir eu não sabia nada sobre ele, mas ao ver o trailer senti uma enorme curiosidade, e essa mesma curiosidade me envolveu durante todo o percurso do filme. Eu não sei explicar exatamente o que eu tanto amei, mas desde a narrativa, a intensidade dos personagens e os diálogos, achei tudo perfeito, bem amarrado e surpreendente.

IOrigins

Viciada em séries: Hannibal

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Por ser fã da série de filmes sobre o Dr. Hannibal Lecter (Hannibal, Dragão Vermelho, O silêncio dos inocentes) achei que iria curtir muito a série de TV. A primeira temporada foi bem legal, com resoluções de crimes cada vez mais bizarros, mas foi de certa forma interessante. Esse ano retomei a série e assisti a segunda e a terceira temporada, e me arrisco a dizer que foi uma perda de tempo. Não sei como um filme tão interessante foi interpretado tão pobremente na série.

dicas-serie-hannibal

Eu não gosto muito do Mads Mikkelsen como ator principal, não me perguntem por que, nunca soube explicar, mas sabe quando a pessoa não te convence? Talvez se nunca tivesse assistido aos filmes, e não tivesse visto Hannibal ser interpretado primeiro pela incrível Anthony Hopkins, talvez não achasse tão horrível. Já o ator Hugh Dancy, como o personagem Will Graham não me incomoda tanto, apesar da expectativa também ser alta já que nos filmes quem interpreta é o magnífico Edward Norton.

Geralmente detesto ser aquela que fica comparando o filme ao livro e reclamando, mas infelizmente por mais que eu tenha sido viciada na primeira temporada, as próximas foram muito ruins, o que acho que justifica bem ter sido cancelada agora no fim da terceira temporada.

E alguém mais viu a série? Me contem o que acharam.

Consultoria de imagem para noivas em Curitiba

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Há algum tempo eu falei AQUI no blog como funciona a Consultoria de Imagem para noivas. Naquela época eu já estava com a ideia de segmentar meus atendimentos de consultoria de imagem e passar a atender exclusivamente noivas, e continuar apenas dando os cursos e palestras sobre Dress Code e imagem pessoal.

Para a minha alegria esse sonho se realizou mais rápido do que eu imaginava, pois menos de um mês depois já havia encontrado uma sócia que eu confio e admiro muito, e tudo começou a sair do papel. No mês de agosto agora lançamos nosso site e facebook e já estamos atendendo. Então, se você é noiva e não faz ideia que vestido fica legal para seu biótipo, não sabe se o cabelo fica melhor preso ou solto, se a maquiagem deve ser leve ou pesada, e outras dúvidas que ficam pulando na cabeça das noivas, já pode respirar aliviada porque nós temos a solução na Just for Brides!

B JESSICA E THAIANA 020

Se você quiser conhecer nosso site é só clicar AQUI. Nosso Facebook e Instagram também são alimentados diariamente com conteúdos super legais. Sigam a gente lá:

FACEBOOK | INSTAGRAM

Dica de styling #1

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Eu estudei muito consultoria de imagem para perceber que não é só no que vestir que as pessoas têm dificuldades, mas também em como vestir. Na verdade muitas vezes o que dá um toque de arrumada ou desleixada é a forma como cada detalhe entra no visual.

Hoje eu trago um dica bem simples, mas que vocês vão perceber a diferença que dá no look, que é como deixar a camisa/camiseta/blusa. Aqui separei algumas ideias que podem ser usadas facilmente e vão mudar muito a composição do todo.

Um lado para dentro

Desktop24

Uma forma legal de usar a camisa é colocar somente um dos lados para dentro da calça, fica bem moderno e dá um feito bem legal.

A parte do meio (ou lado) para dentro

Desktop25 Aqui temos três opções usando o meio da blusa para dentro da roupa, e uma usando a parte de lado. Você pode fazer isso na frente do espelho, ou tirar uma foto, para ver qual opção prefere. Claro que isso também depende do tipo de roupa que você está usando, mas dá para sempre tentar uma dessas duas opções.

Por último encontrei no Pinterest alguns “antes e depois” que ilustraram bem a diferença enorme que esse truque faz:

134e439364d6d8850b56a7dd7c93c1f7 Half-Tuck2 e1fa9ee32c51b678ba0c81b117863edc

Meu protetor solar novo

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

A única vez que falei de protetor solar aqui foi em 2013, e na época eu usava o RoC da Minesol – aliás ainda há algumas semanas eu usava somente o RoC. Dai na minha última visita a dermatologista ela me recomendou o Anthelios sa La Roche-Posay (30fps), e eu que já estava um pouco cansada do meu antigo protetor amei a troca (confesso que já havia tentado trocar algumas vezes de protetor solar e sempre voltava para o Minesol).

Os pontos positivos dele são vários, o cheirinho é maravilhoso, ele é um gel-creme, então e textura é diferente (melhor), ele não deixa a pele esbranquiçada com acumulo de produto, é antioleosidade, deixa uma sensação bem gostosa na pele como se você tivesse acabado de lavar e a pele fica muito macia com ele.

IMG_3578 (2)

Em sua composição está a água termal, que é um item que eu acho indispensável na vida. Como ele é para a pele oleosa ou com acne, ele ajuda muito no controle de umidade da pele. Enfim, só coisas boas! O preço médio dele é R$60. A dermato me disse para passar duas vezes por dia, geralmente isso seria um sacrifício, mas ultimamente nessa vida de home office fica mais fácil, porque daí não passo maquiagem e não da preguiça de lavar o rosto para reaplicar o produto. Testado e aprovado!