September 2015

Apaixonada por vestidos nudes

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Desde que fiz o meu teste de coloração pessoal e descobri que cores escuras deixavam minha aparência mais carregada e pesada, comecei a prestar mais atenção e roupas mais claras. O mais engraçado é que agora eu mal consigo usar roupas pretas, que antes eram as minhas favoritas, porque junto com essa descoberta, meu gosto pessoal passou por uma transformação, e aquilo que antes eu nem notava passou a ser o que mais gosto.

Hoje eu sou louca por nude, é minha cor preferida para sapato, bolsa, e principalmente para roupas. Acho clássico, elegante e combinado aos acessórios certos ele cabe em quase todos os ambientes, seja durante o dia ou para a noite. Por isso, as inspirações de hoje são os vestidos nudes, tem para todos os formatos de silhueta, gostos e ocasiões:

nude2 nude1

 

Vale lembrar que é importante fazer um teste de coloração pessoal caso queira saber o tom exato que fica melhor para o seu tom de pele!

Favoritos: hidratante facial

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Há pouco tempo fui na dermatologista para conseguir uma rotina de beleza diária com acompanhamento, já que meus cuidados estavam baseados em indicações de amigas ou de outros blogs. Fazia tempo que não procurava uma profissional para acompanhar minha pele, e me dizer como poderia melhorar o aspecto dela.

Na verdade nunca tive sérios problemas com espinha, e minha pele geralmente é de normal a seca, então queria mais saber se já estava na hora de utilizar anti-rugas como hidratar e qual sabonete deveria usar, por exemplo. Ela ainda não me passou o anti-rugas (ou anti-idade, apesar dos quase 27!) e me passou um ácido para usar diariamente por um mês, e caso minha pele ficasse irritada deveria alternar o uso do ácido com um hidratante.

Eu nem tinha ligado muito para ele, mas desde a primeira vez que usei não quis parar mais, tenho usado todos os dias antes do protetor solar e me arrisco a dizer que nunca senti minha pele tããão macia como com esse produto, estou falando do Profuse Nutrel Suavizante.

IMG_8977

Sua fórmula promete auxiliar na recuperação cutânea, suavizando o desconforto causado pelo ressecamento, tem uma textura bem leve e não é oleoso, além de possuir Ácido Hialurônico e Arnica em sua composição.

Preço médio: R$ 60

Playlist para dias de relax

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Hoje to numa vibe tão relax, que queria dividir com vocês algumas músicas para dias assim. Não são dias de fossa nem nada, pelo contrário! Sabe quando você está em paz e quer ouvir algo que não te deixe muito atordoada? Espero de verdade que gostem.

7b9ef0b3430c5f7ae348314c2d76cb81

Låpsley – Station

Shura – Just Once

 

Rhye – Open

Broods – Bridges

Dillon – Thirteen Thirtyfive

Popcorn time: os filmes do feriado

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Aproveitei o feriado para terminar alguns episódios de séries que eu acompanho, comecei a ver também algumas séries como Fear The Walking Dead, Narcos e Scandal. Agora to com várias séries pela metade porque alguns episódios ainda não lançaram, e minha memória é tão ruim que as vezes esqueço de ver alguma por simplesmente não lembrar dela. Hahaha. Mas nem só de séries foi o feriado e vi três filmes que eu adorei e precisava escrever sobre.

Big Eyes (2014)

Eu tenho um gosto bem peculiar para filmes, alguns tocam minhas emoções e meu coração de um jeito que não consigo nem explicar, e Big Eyes com certeza é um desses filmes. A trilha sonora tem Lana Del Rey, é dirigido por Tim Burton  e  é baseada em fatos reais – exatamente meu tipo de filme. A trama conta a história da pintora pintora Margaret Keane (Amy Adams), uma artista dos anos 50, que fazia quadros sempre com crianças com olhos grandes, mas que por viver em um mundo machista não conseguia vender a sua arte, tendo assim deixado seu marido assumir a autoria de seus trabalhos. Além disso o filme conta com a incrível interpretação de Christoph Waltz como marido de Margaret e também artista.

capa

The Imitation Game (2014)

Esse filme estava na minha lista há tempos, mas eu achava que ele era completamente diferente sem sequer ver o trailer, apenas julgando pelo título, haha. No filme o matemático Alan Turing (Benedict Cumberbatch) de apenas 27 anos constrói uma máquina para o governo britânico durante a 2ª Guerra Mundial, o objetivo da máquina é descodificar as mensagens que os alemães trocam entre eles e descobrir suas estratégias. Eu amei a história, ele conseguiram transformar algo que poderia ser massante e entediante, em algo entendível para nós leigos e emocionante.

the_imitation_game_turing_machine_still-e1421095769749

I Origins (2014)

A história é sobre o cientista Ian Gray (Michael Pitt) obcecado por olhos, que está estudando essa parte do corpo humano em seu doutorado, ele é um personagem extremamente cético e se apaixona por Sofi (Astrid Berges-Frisbey) uma mulher que tem as crenças completamente opostas as dele.O filme é pirado, cheio de viagens, meio poético, dramático, intenso, ou seja, tipo de filme perfeito para mim. Quando comecei assistir eu não sabia nada sobre ele, mas ao ver o trailer senti uma enorme curiosidade, e essa mesma curiosidade me envolveu durante todo o percurso do filme. Eu não sei explicar exatamente o que eu tanto amei, mas desde a narrativa, a intensidade dos personagens e os diálogos, achei tudo perfeito, bem amarrado e surpreendente.

IOrigins

Viciada em séries: Hannibal

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Por ser fã da série de filmes sobre o Dr. Hannibal Lecter (Hannibal, Dragão Vermelho, O silêncio dos inocentes) achei que iria curtir muito a série de TV. A primeira temporada foi bem legal, com resoluções de crimes cada vez mais bizarros, mas foi de certa forma interessante. Esse ano retomei a série e assisti a segunda e a terceira temporada, e me arrisco a dizer que foi uma perda de tempo. Não sei como um filme tão interessante foi interpretado tão pobremente na série.

dicas-serie-hannibal

Eu não gosto muito do Mads Mikkelsen como ator principal, não me perguntem por que, nunca soube explicar, mas sabe quando a pessoa não te convence? Talvez se nunca tivesse assistido aos filmes, e não tivesse visto Hannibal ser interpretado primeiro pela incrível Anthony Hopkins, talvez não achasse tão horrível. Já o ator Hugh Dancy, como o personagem Will Graham não me incomoda tanto, apesar da expectativa também ser alta já que nos filmes quem interpreta é o magnífico Edward Norton.

Geralmente detesto ser aquela que fica comparando o filme ao livro e reclamando, mas infelizmente por mais que eu tenha sido viciada na primeira temporada, as próximas foram muito ruins, o que acho que justifica bem ter sido cancelada agora no fim da terceira temporada.

E alguém mais viu a série? Me contem o que acharam.