May 2015

Os melhores “Save the Date” do Pinterest

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Lá vem eu de novo, falando de Pinterest, e falando de CASAMENTO! Um assunto que acabo não explorando tanto aqui no blog, mas que amo mais que tudo – tanto que em breve terei uma super novidade nesse assunto e não, não vou casar de novo, mas bem que queria fazer uma festa por ano, já pensou? Hahaha.

Mas falando do que interessa, o Save the Date (ou Reserve a Data), é um pré-convite que deve ser enviado antes do convite oficial – pode ser enviado digitalmente inclusive. A ideia é deixar os convidados preparados e com a agenda livre no grande dia do casamento. Esse costume já é usado há muitos anos nos EUA, e vejo que está cada vez mais ganhando forças no Brasil. Por isso, vou mostrar para vocês algumas ideias fofíssimas que vi no Pin para inspirar quem está buscando ideias para fazer o seu.

f9fb3b60c961800356d0671acb81c446

38ca4ca6c6bf6b499d8a5ac0549ed6b0

 

Eu encontrei vários modelos no Pin e gostei muito da opção em formato de marcador de livro, isso realmente é algo útil e que estará a mão para a pessoa sempre lembrar. E as fotos são as mais diversas, mas acho legal fazer algo bem com a cara do casal, seja do esporte preferido deles, da série que os dois mais gostam, ou que remeta a como se conheceram. Nessas horas tudo é válido e usar a imaginação tira um pouco as coisas da mesmice que sempre vemos.

 

E vocês, o que acham dessa ideia? Compartilhe nos comentários ou envie um e-mail para contato@oliveirajessica.com

Contorno e iluminação para cada formato de rosto

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Desde que a Kim Kardashian apareceu em uma foto mostrando seu rosto contornado pré maquiagem, as mulheres começaram a dar atenção para essa técnica, que já existe desde que a TV colorida foi inventada, mas que nunca havia sido tão procurada.

Kim-Contouring

O que a técnica faz nada mais é que iluminar para aumentar as áreas que precisam de mais destaque, e contornar com um produto mais escuro o que precisa diminuir. Por exemplo, para afinar o nariz, o ideal é escurecer as laterais dele e clarear o meio (como vemos na foto acima da Kim), deixando assim uma ilusão de que ele é mais fino do que realmente é. Essa forma de maquiagem valoriza muito o rosto, principalmente em fotos e vídeos.

Não é uma maquiagem muito adequada para usar no dia-a-dia, e vale lembrar que ela pode ser feita de várias formas: com corretivos (mais claros e mais escuros), bases (claras e escuras), e até com iluminador em pó ou pó compacto. Mas o mais importante que saber de tudo isso, é lembrar que não dá para pegar o vídeo tutorial da internet e copiar em você, cada rosto tem seu formato e seus pontos a serem valorizados ou escondidos, por isso se atente para o formato do seu rosto, examine ele e veja o que você quer dar destaque e o que deseja disfarçar.

Abaixo tem um esquema baseado em formatos de rosto, dando dicas do que você pode tentar em você mesma, mas não se esqueça de levar em consideração as suas prioridades particulares, como um nariz proeminente, uma maçã do rosto muito saltada, e assim por diante.

805c3a898ef8b0d840db2c658e85ee02

Vídeo: Como vim morar em Curitiba? Como é morar sozinha?

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Hoje postei um vídeo novo que gravei faz alguns dias, mas que já deveria ter gravado há muito tempo. Desde que decidi morar em Curitiba há 8 anos, as pessoas me fazem sempre as mesmas perguntas: Como é morar sozinha (na época que eu morava sozinha, antes de casar), como e por que tomei essa decisão, se meus pais me apoiaram, como era dividir a casa com mais gente, do que eu sentia falta em São Paulo e de morar com os meus pais…

Por isso, resolvi juntar em um lugar só todas essas perguntas e informações e espero que vocês gostem.
Além disso, coloquei algumas dicas para quem ainda está pensando em morar sozinho e não sabe como planejar ou o que esperar dessa fase.

vídeo morar sozinha

É só apertar o play aqui embaixo e quem gostar do vídeo não deixa de curtir para ajudar a divulgar e de se inscrever no meu canal e fazer meu dia mais feliz <3 

O que vestir para o trabalho? #4 Ambiente pouco formal

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Esse post é a quarta parte de uma série de posts sobre roupas femininas para trabalhar. Você pode conferir o primeiro post AQUI, o segundo sobre ambiente Muito Formal AQUI, e o terceiro para ambiente Formal AQUI. Hoje vamos falar de ambiente pouco formal, também conhecido como casual.

dress code pouco formal

Alguma das profissionais que necessitam utilizar esse Dress Code são: arquitetas, engenheiras, designers, professoras, vendedoras, entre outras.

dress code pouco formal1 dress code pouco formal2

Aposte em:

  • Calça social
  • Calças jeans escuras
  • Blazer
  • Cardigã
  • Twin-set
  • Camisas
  • Camisetas polo
  • Camisetas tradicionais
  • Saias
  • Vestidos

dress code pouco formal3

Entram também no armário de trabalho da profissional com Dress Code pouco formal: cintos, sapatilhas, mocassins, tênis originals, relógio, bijuterias, pastas, bolsas, mochilas diversas. As bijus não precisam mais ser tão discretas como falamos nos posts anterior, mas mesmo assim cuidado com aquelas muito chamativas ou que fazem muito barulho, afinal, queremos chamar a atenção para seu trabalho e não para os acessórios, certo?

No próximo post, o último dessa série, iremos falar de ambientes informais, não perca!

Pedreira em Campo Magro – Vale a pena conhecer?

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Esse sábado finalmente fui conhecer a tal lagoa que se formou em uma pedreira em Campo Magro, região metropolitana de Curitiba. Algumas amigas já haviam comentado sobre esse local, e sempre tive curiosidade de conhecer, as fotos de lá são bem bonitas e ter um lugar assim pertinho de casa e não ir pelo menos uma vez na vida seria absurdo.

49_full Crédito das imagens: Sena Lima Fotografia

6330786020_ba645c545c_z

O acesso ao local é bem ruim, tem vários quilômetros de estrada de chão, e é bem afastado de tudo – eu sugiro que quem for para ficar bastante tempo leve lanche, água e tudo mais, já que não existe nada a venda por perto.

A lagoa é bem funda, procurei algumas informações online e diz ter de 20 a 50 metros de profundidade, ou seja, só entre se você souber realmente nadar. Por ser uma propriedade “privada”, criada através de explosões de dinamites por uma empresa, a prefeitura da cidade não consegue cuidar da região e deixá-la apta para o turismo, então essa parte é um ponto negativo, já que apesar de ser bonito nas fotos o local é meio abandonado.

Como ficou famoso no boca a boca (e não é um ponto turístico oficial), não existem muitas placas ensinando a chegar lá, eu achei pelo GPS e indicação de amigos mesmo, mas isso não impede de ser muito frequentada, no dia que eu fui já era quase pôr-do-sol e tinha umas 15 pessoas. Ouvi dizer que no verão enche muito e que as vezes não é tão tranquilo estar lá, já que os frequentadores gostam de colocar músicas altas.

IMG_6724

Achei válido ir lá conhecer, mas não é algo que eu faria muitas outras vezes, levei um pouco mais de 40 minutos para chegar lá saindo do Bigorrilho, em Curitiba, e como comentei a estrada não é das melhores. Dias de chuva o carro pode atolar facilmente, então cuidado. Para quem não conhece ainda, vale a pena ir para conhecer, já que é sempre bom estar em contato com a natureza e dar uma desacelerada. Se quiser conferir a localização, clique AQUI.