December 2014

Hora do chá

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Vou contar uma coisa para vocês: eu sou apaixonada por chá. Desde criança eu me lembro de adorar ir na casa de uma certa amiga da minha mãe que plantava algumas folhas, e levava super feliz elas para casa e fazia minha xícara toda empolgada – que pessoa fácil de agradar né? Hahaha. Esse amor era tanto, que lembro que uma vez cismei em fazer umas folhas que encontrei na casa dessa amiga (era boldo) e minha mãe não queria deixar eu fazer chá com elas dizendo que era ruim. Eu insisti tanto que acabei fazendo e imaginem a cena e o arrependimento… Dai hoje essas memórias pularam na minha cabeça enquanto eu vasculhava o pinterest e acabei encontrando mil painéis com esse tema e fiquei transbordando. Vim mostrar alguns dos meus preferidos, espero que vocês gostem <3

79eb26c74c8960ea0a7b67636be0b1c4

Chás Chás1 Chás2

Encontrei aqui também algumas histórias sobre o chá, mas infelizmente só em inglês.

Netflix: Novembro

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Como todo começo de mês, eu vim contar para vocês o que eu assisti e o que achei dos filmes no Netflix esse mês.

Mãos talentosas: A história de Ben Carson (2009)
Gifted Hands: The Ben Carson Story

Cuba Gooding Jr. é um cirurgião pediátrico que supera grandes obstáculos para estudar medicina e salvar vidas no Hospital Johns Hopkins.

gifted-hands13

Meus comentários: Um filme fantástico, baseado em fatos reais, que conta a história de um médico neurocirurgião. Gosto muito de filmes baseados em histórias reais, e esse foi especial pois mostra uma mãe analfabeta, que incentivava os filhos a estudarem e darem o seu melhor, criando eles sozinha em uma época que era super difícil ser mãe solteira. Fiquei apaixonada por vários momentos, tipo ela limitando eles assistirem televisão para lerem livros <3

Uma Manhã Gloriosa (2010)
Morning Glory

Uma jovem produtora prodígio coloca seu talento à prova ao ser encarregada de recuperar a audiência de um programa de TV matutino.

morning_glory_movie_image_rachel_mcadams_01

Meus comentários: A minha queridinha Rachel McAdams protagoniza esse filme no papel de uma jornalista que foi demitida da produção de um programa no qual trabalhava, foi recontratada e está tentando salvar a audiência desse programa matinal tentando trazer um jornalismo de qualidade. Eu gostei muito por motivos de ~amo a Rachel e sou jornalista~ adoro esse mundinho e mesmo esses filmes exagerados e caricatos sobre o tema são gostosos de assistir, ao meu ver. Valeu a pena!

Quando Em Roma (2010)
When in Rome

Após pegar moedas de uma fonte na Itália, a cínica Beth Harper acaba sendo cortejada por vários pretendentes sedutores.

when_in_rome06

Meus comentários: Sabem aqueles filmes previsíveis, com cenas suuuuuper exageradas, tipo comedia-trapalhona-família? Pois então. Sério, foi terrível de assistir, teve uma cena ou outra que foi interessante, mas gente, que sofrimento…

Psicose (1960)
Psycho

Quando uma funcionária de uma imobiliária comete um roubo e foge com um monte de dinheiro, esperando começar uma nova vida, ela acaba no famoso Hotel Bates.

psycho-image-1

Meus comentários: Sou louca por filmes antigos e clássicos, mas me julguem: eu nunca havia assistido Psicose. Já tinha uma ideia do enredo e de algumas coisas que iriam acontecer, mas foi a primeira vez que o vi, e gostei tanto, que já fui atrás de pesquisar mais e descobri que lançaram uma série chamada “Bates Motel” contando outros casos que aconteceram nesse motel. Resumindo: sensacional.

Um presente para Helen (2004)
Raising Helen

Helen é uma funcionária ambiciosa de uma agência de modelos que está prestes a ser promovida quando acaba se tornando guardiã dos três filhos de sua falecida irmã.

abrhd013

Meus comentários: Mais um filme com aquele humor típico de filme-família, achei algumas partes “legais”, outras super previsíveis, e no geral não é um filme que eu recomendaria para alguém assistir. Várias horas eu queria desligar e ir dormir, de tanta preguiça. A única ideia boa que eu achei do filme é que quando ela era a tia legal, ela achava lindo a sobrinha ter RG falso e o escambau (haha, adoro essa palavra) e depois que ela foi criar a menina viu que belezinha de ser humano estava sendo criada, ou seja, é muito fácil ser legal com pessoa/criança que não é sua a responsabilidade de educá-lo, né não?!

Resumindo, até que tá bom né? 3 bons e 2 ruins foi uma média aceitável. Mês que vem volto com mais dicas, e quanto a séries, voltei assistir How I met Your Mother, e Once Upon a Time (que já comecei e parei algumas vezes). E finalmente, mil anos depois, terminei a última temporada de Gossip Girl, haha.