July 2013

Tratamentos estéticos: Carboxterapia aquecida

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

A carboxiterapia tem como função estimular a circulação sanguínea e a produção de colágeno, sendo utilizada em vários tratamentos como redução de celulite, gordura localizada, flacidez, estrias, remoção de olheiras, rejuvenescimento facial e para eliminar papada.

Minha experiência com essa técnica começou há dois anos e meio quando eu tive a imbecil ideia de fazer esse tratamento e o resultado foi que eu comprei 5 sessões e usei 1 e meia, pois desisti na metade da segunda e jurei nunca mais fazer carbox nem que me pagassem um milhão de reais. Mas quando surgiu o gás aquecido com a finalidade de diminuir o desconforto durante o procedimento, eu resolvi dar mais uma chance para o tratamento, que diziam ser tão milagroso.

ares-carboxiterapia-ibramed-com-gas-aquecido-novo_MLB-O-4425815384_062013

 

 

a máquina de tortura carbox

Como funciona?
O gás carbônico é injetado com uma agulha bem fininha até preencher o local tratado, na hora o local fica inchado por causa do gás, mas logo desaparece. Realmente o fato de ser aquecido com a temperatura do corpo humano deixa o tratamento menos dolorido (dizer que é indolor é to much pra mim).

Eu faço esse tratamento no posterior de coxas e glúteos, mas já adianto que somente a carbox não resolve todo o problema, então o ideal é utiliza-la junto com outras técnicas, além de associar os tratamentos a uma boa dieta e a prática regular de atividades físicas. Lembrando que quando feito em conjunto com outras técnicas o ideal é fazer a carbox por último, porque além do local ficar muito dolorido, o gás tem que ficar lá agindo por um tempo.

carboxiterapia

 

gente, essa menina deve ter problema, porque quem em sã consciência sorri enquanto espetam agulha nela e injetam gás? :o essa não seria eu na minha estética, porque lá percebi até que sei mais palavrões que eu imaginava enquanto faço carbox. bem phyna!

 

Quando fazer?
Apesar das pessoas (me incluo nessa) só lembrarem-se de cuidar do corpo no verão, é legal fazer esse tipo de tratamento estético no inverno, pois algumas das áreas tratadas podem ficar roxas, e além de ser feio andar por ai de biquíni e hematomas, o sol pode deixar sua pele manchada. Momento compartilhando uma experiência: tenho uma mancha linda – SQN – na perna que fiz no verão do ano passado, e não foi com estética, foi com meu jeito delicado de ser quando bati uma mala grande de viagem na panturrilha, indo para o cruzeiro, e tomei sol todos os sete dias seguintes a pancada. Ponto pra mim, resultado: quase um ano com uma mancha.

O resultado:
Como cada organismo reage de um jeito, o resultado vai aparecer em cada pessoa de uma forma, mas o ideal é fazer no mínimo dez sessões, sendo que os especialistas dizem que você nota melhoras a partir da 4ª sessão (eu confesso que na segunda já vi um ótimo resultado no meu culote).

 Apresentação4

Pra onde vai tanta comida?

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

A frase título desse post me perseguiu a vida toda. Desde criança eu tinha uma alimentação zero equilibrada e comia tudo que via pela frente – se fosse doce e/ou fritura. Foram incontáveis cafés da manhã na infância comendo pão com hambúrguer, e tomando um litro de leite com Nescau adoçado com leite condensado. Mas graças a minha genética nunca engordei e sempre me senti no direito de comer ainda mais.

Mas de uns anos para cá o corpo resolveu se revoltar e mostrar para onde ia tanta comida: para o culote, coxas e glúteos. Mesmo vendo o estrago começando eu não conseguia nem controlar a alimentação, nem me matar na academia. E continuava indo almoçar rodízio de pizza, comendo pizza de janta umas 5x por semana, pão no café da manhã e usando leite condensado como se fosse adoçante, colocando em tudo que eu ia beber.

Esse ano, depois de provar um vestido curto para ir à formatura de uma amiga, com um espelho e uma luz bem forte em mim, eu vi aquela pessoa de 24 anos, com tudo para ter um corpo decente e pensando que não poderia usar aquele vestido sem meia calça, pois seria impossível mostrar aquelas pernas pro mundo.

Gente, espero que vocês não me entendam mal, pois sofro preconceito de gente que acha que porque de roupas você está magra, você não pode estar extremamente infeliz com o seu corpo, sendo que essa pessoa não sabe quanto é difícil para você usar um vestido mais justo, ou até um biquíni.

Para fechar esse quadro lindo, não sei se vocês sabem, mas meu marido é formado em Ed. Física e dá aulas de tênis, ou seja, imaginem ele me vendo comer assim sem ir para academia há mais de um ano e ligando zero para tudo isso. Foi então que do nada veio uma enorme vontade de mudar esse quadro e decidi usar as minhas semanas de férias da pós para ir numa clinica de estética onde até então eu só tinha ido fazer massagem relaxante e limpeza de pele, e comprei um pacote para começar o meu intensivão: 10 sessões de Cellutec, Manthus e Carboxterapia (aquecida).

Ao todo já fiz 4 das 10 sessões e estou tendo um resultado incrível. Aliado a isso eu ganhei do meu love um kit para fazer exercícios em casa e estou mudando aos poucos meus hábitos alimentares. Nos próximos dias vou contar a série que ele me passou e mostrando os resultados que tenho tido.

Espero que no próximo verão, eu possa ir para a praia sem usar canga e sem ter que me esconder por causa dessas gordurinhas indesejadas. Nos próximos posts vou contando como funciona cada técnica e como elas atuam no corpo.

DSC03072

 

kit básico iniciante, aos poucos vou comprando mais itens e contando

Apresentação4

A tal da ansiedade

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

No módulo de oratória da pós, todos foram convidados a escolher um tema e apresentar para em sala, quando vi aquela fatídica palavrinha no quadro na hora resolvi escolher, pois sabia que iria falar dela com muita propriedade: ANSIEDADE.

anxious

Mal sabia eu que o fato de eu ser ansiosa e tratar essa “síndrome” com um médico especialista, não me fazia em nada conhecedora do tema. Ao estudar o assunto eu fiquei surpresa, pois eu não sabia que isso estava ligado a tantos fatores externos como está. Então, no final das contas fui estudar um pouco além do que o dicionário e o Google nos dizem sobre o que é a ansiedade, para entender porque vivemos em uma sociedade com tantas pessoas ansiosas, e por que mesmo sendo alguém tão ansiosa eu não tinha nenhum embasamento teórico para falar do tema?

Essas respostas são bem simples e bem complexas. Primeiro, sem perceber a gente deixa a ansiedade tomar conta das nossas vidas, dos nossos dias e da nossa cabeça, mas nem percebemos quão sutil ela é. Precisamos lembrar que estamos falando de pessoas, e se tratando de pessoas e da mente delas, nunca é uma ciência exata e tudo pode ter mil variáveis, então pode ser que tudo que eu escrever aqui faça muito sentido para alguns e nada para outros, mas vamos lá.

Em que momento a ansiedade começa a entrar na nossa vida? Percebo que assim como eu, os grandes ansiosos que conheço são pessoas perfeccionistas, que não aceitam errar, e pior, tem MEDO de errar. Tem medo da frustração, tem medo de ser julgado, e pasmei quando descobri que um dos principais fatores da ansiedade é esse tal medo de ser julgado, de passar vergonha, de dar a cara à tapa mesmo.

Antes de o problema acontecer, a pessoa ansiosa já se imagina vivendo aquilo, e já pensa no pior e já se frustra e tem medo de quando a situação realmente acontecer. E é assim com tudo. Então, para ajudar nossas vidas, temos as redes sociais, o lugar que todo mundo é feliz, que tem as melhores amigas, que vai às melhores baladas, e que a família nunca tem problemas. E o que isso gera? Mais ansiedade, mais medo de não ter a vida tão legal, de nunca chegar lá ou de não perceber que chegou lá, pois está muito ocupada se comparando as outras pessoas.

Por isso, por mais bobo que possa parecer o que descobri, para mim significou muito, pois sempre achei que eu era ansiosa, porque sou assim e pronto, e sempre me achei bem resolvida com essa “síndrome”, mas quando estudei mais vi que no fundo eu realmente tenho medo da desaprovação, tenho pavor de errar e me sinto a pessoa mais problemática do mundo em meio a tanta gente infinitamente feliz. E isso gera sim ansiedade, desespero para que as coisas deem certo logo, sensação de que a vida ainda não começou, mas quando eu virar ali na próxima curva, ai sim vai começar. E aquela curva pode ser o próximo emprego, a próxima casa, o primeiro filho…

Mas a gente esquece que tudo isso já está acontecendo que a vida já começou e que esperar só vai gerar mais frustração, mais ansiedade e esse ciclo se torna vicioso. Por isso, o segredo não está nos remédios e nas outras pessoas, está dentro de nós, na nossa cabeça, nossa mente está só esperando a gente acordar e perceber que a vida já está acontecendo e que as frustrações fazem parte dela, que ninguém é tão feliz como parece, e que você é mais feliz e completo do que você imagina.

Apresentação4

Princesas Disney

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

O ilustrador e designer gráfico MADHANZ transformou as princesas da Disney em dançarinas, dando a elas  um toque burlesco e deixando-as não tão princesas assim.

disney-4 disney-3 disney-2 disney-1

disney-6 disney-5

Proteste já!

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Como eu me conheço, se começar a falar dessa onde de protestos que tomou o país nas últimas semanas, sei que irei me prolongar muito. Então, separei alguns cartazes que achei legal da Benguele Tarja Preta para compartilhar com vocês.

9095565564_711243b7d4

9088888304_2f10f3c601

9084987195_d8bcd0bd16

9093880304_9d277d6c2e

 

E o seu protesto, qual é?

Apresentação4