May 2013

Dica para as gateiras: App para os felinos

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Essa é para as gateiras que tem iPhone (ou de preferência iPad): Apps para os felinos. É uma graça ver os bichanos brincando com esses aplicativos. Eu encontrei uns na apple store e depois descobri na internet vídeos de outros gatos brincando com esse tipo de joguinho. Como eles são muito atenciosos e ficam atrás de qualquer coisa que se mexa, dá super certo esse tipo de aplicativo.

IMG_2200

sim, tenho uma pasta com o nome do meu gato

1) Cat Fishing: é o que eu mais gosto, pois acho o design fofo e tem vários níveis. Quanto mais você “mata” os peixes, mais aparecem. Foi o jogo que o Argus aprendeu melhor a jogar.

2) Humano-gato: com esse quem se diverte sou eu, porque tem gravação de vários tipos de miados e ele fica procurando com cara de assustado.

3) Cat Game: a ideia do app é imitar uma luz de laser, não sou muito fã desse não.

4) Cat Toys: fica um ratinho roxo correndo dentro de uma caixa, e o gato fica olhando e tentando bater, mas ao contrário do Cat Fishing não tem fases no jogo.

Agora só falta inventarem algo pra notebook, para o meu gato perceber que não é feito para ele dormir e que serve para outras coisas. Haha.

Apresentação4

Uma paixão chamada casamento

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Desde 2008, quando eu fiquei noiva, eu descobri uma paixão dentro de mim por casamentos e tudo que está relacionado ao tema. Mesmo depois que a festa de casamento aconteceu, eu continuei devorando revistas e sites sobre o tema, dando pitaco no casamento de amigas e o pior, no dando palpite no de desconhecidas também. Se uma pessoa quiser me agradar ou ter assunto comigo por um mês, basta tocar no tema.

Hoje quando uma amiga conta que vai casar eu já começo a me empolgar e pensar nas cores, decoração, lembrancinhas, sou dessas mais empolgadas que a noiva. Ah, também amo chorar em casamento de pseudo-conhecidos (tipo amigo de faculdade do marido, prima da tia-avó da irmã) e assim eu consigo resumir um pouco desse amor que sinto pelo tema.

Então, não tinha como fechar o mês das noivas sem falar nada a respeito, por isso, resolvi compartilhar algumas de minhas fotos preferidas do meu grande dia, que aconteceu em 2009. Olhando para trás além de sentir uma imensa saudade da expectativa dos preparativos, eu sinto vontade de fazer tanta coisa diferente… Minha vontade é nas bodas de 10 anos fazer um mini wedding, já fico pensando nos detalhes! Se isso acontecer, espero ainda ter esse cantinho pra compartilhar cada detalhe.

foto casamento

PQAAAON-u2Azn47DL6smShUOCk3vYAnn43z3CnawFtiiO9ogk4shufSxL5ta7rczmiqFVx4vfSRpGvbSjGGtTiCIsQoAm1T1UN0b46XQsZ06RJd0SY1ZsvhXiQsn

PQAAAJL7t4UWgQauIA4gG3pyjZnsqPtbq3eA8Vp3VU4Y8FFwAYhnDY_mjsYDbreyD51r-mGS2386OLNv11bEREOY6LsAm1T1UAM5duHan1M1x2lcc_vkFqhR9pTK

PQAAAGkRigDcn_zvqZBlyKO6iLVxNQ1ZdSZdXDaekGLOT3Xbx5OFRRD9kzb6yQP51vsznCvMgu9SojMggT4LO2DG8bMAm1T1UAQ5bJiO47voh6wJeQOOzo8vpp0V

Apresentação4

Ensaio – Carol e Marcelo Kasai

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Há alguns meses atrás tive a honra de clicar alguns momentos de um dos casais que mais admiro no mundo: a Carol e o Marcelo. Fomos ao Museu Oscar Niemayer, em Curitiba e o resultado foram essas fotos descontraídas e fofas. Bem a cara do casal mesmo. (Tívemos até um dog lindo que estava passeando por lá e quis aparecer nas fotos!)

IMG_0824-002

IMG_0836-002

IMG_0870-002 IMG_0887-002

IMG_0900-002

IMG_0917-002

IMG_0960-002 IMG_0979-002 IMG_0983-002 IMG_1001-002 IMG_1030-002 IMG_1154-002 IMG_1202-002

Detalhe que preferi não editar as fotos.

Se quiser fazer o seu ensaio comigo, o contato é jeds.oliveira@gmail.com ou me deixe comentários aqui ;)

Apresentação4

Hard as Nails

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

Quem sofre com a unha fraca, que “escama” e é quebradiça, sabe o quanto é frustrante fazer de tudo que se possa imaginar e ainda assim em comemorações ou festas importantes como formatura e casamento, ter que recorrer às unhas de gel, porcelana e afins.

Há anos que eu sofro com isso, tendo minhas fases de altos e baixos (no caso curtas e compridas), e até agora a única coisa que havia dado conta do meu problema era uma base manipulada que a dermatologista passou a receita e pasmem, um dia eu dormi logo depois de passar a base e o esmalte e acordei com DOR na unha. Foi horrível, fiquei com medo de quão forte era aquilo e desisti.

Foi então que ao conversar com a minha prima Mari, surgiu a solução: a base de unha da Sally Hansen – Hard as Nails. Desde que descobri essa base minha unha virou outra bem mais forte, sem escamar e eu senti o efeito na primeira semana de uso. Eu voltei a usar a base agora uma vez por semana, pois na época da formatura coloquei unhas de gel e tirei faz um mês, o que deixou minha unha bem fraquinha. Para voltar a usar cortei todas bem curtinhas e só tenho lixado e passado a base. Li em alguns lugares pessoas dizendo que passavam todos os dias, eu não acredito que isso funcione e pode ter efeito contrário!

Imagem

Na Sephora custa cerca de R$35,00, mas está esgotado. Eu peço para um amigo meu trazer de fora e fica mais barato. Então, se alguém quiser me avise que eu consigo. Já vendi para algumas amigas e TODAS estão babando e maravilhadas.

Além dessa base, a Sally tem uma linha completa de tratamento para unhas que vale a pena conferir, pois tem tratamentos específicos para cada necessidade. E você, já usou algum outro produto da marca?

Apresentação4

Meu novo vício: The Carrie Diaries

por Jessica Oliveira Blaszcyk em

O maior vício da minha vida é assistir séries. Eu não sei quando isso começou, mas me lembro que desde muito nova eu já assistia programas como “Blossom”, “Dawson’s creek”, “Beverly Hills 90210” e de lá pra cá nunca mais parei.

E em fevereiro deste ano eu conheci a série que eu sabia só da existência do livro “The Carrie Diaries”. Confesso que desde que soube desse livro e da série, eu senti uma enorme curiosidade de ler e assistir, afinal eu sou completamente apaixonada por “Sex and the City”. Muita gente não gosta da ideia de prequel, mas mesmo sabendo como tudo vai terminar, acho que saber como tudo começou talvez ajude a matar um pouco de saudade da série.

Imagem

Uma coisa eu confesso: é IMPOSSÍVEL assistir e não se perguntar como a nossa querida Carrie Bradshaw chegou aonde chegou, sendo tão romântica, inteligente e sonhadora, para largada no altar aos quase 40 anos pelo Mr. Big (sim, eles casaram depois mas eu não superei). O fato é que se você se apegar a cada detalhe a série não vai fluir, então tou curtindo o que eu tou vendo, tentando não comparar cada cena com Sex and the City.

Imagema bolsa feita pela personagem que vai parar na revista de moda “Interview” 

Os pontos altos dessa série, para mim, é que a Carrie, interpretada pela Annasophia Robb, é a coisa mais fofa desse mundo – eu babo mesmo! Primeiro que ela me lembra uma das minhas atrizes preferidas Amanda Seyfried, e segundo ela manda muito bem na interpretação. Ela consegue ser fofa, com personalidade forte, decidida… O que estou achando legal também é que a série tinha tudo pra ser um seriado comum de adolescentes americanos, com traminhas comuns, dramas familiares e tudo mais, mas com a narração dela e a maturidade com a qual ela vê tudo que está acontecendo, enquanto está tentando descobrir a sua voz como escritora, da o tom não-tão-teenager.

Imagem

as amigas inseparáveis Mouse e Maggie

Diferente do livro, a série já começa com a Carrie conhecendo Manhattan, e buscando os seus sonhos de ser escritora. A personagem acabou de perder a mãe, mora com o pai e a irmã Dorrit no subúrbio. Outro ponto altíssimo é que a série se passa no ano de 1984, então é uma delicia ver os looks da época, a falta da tecnologia, eles ligavam no telefone fixo e tem orelhões em todos os lugares da série, como viver sem SMS e como ligar sem ter a certeza que é a pessoa que vai atender e não alguém da família, isso é tão minha pré-adolescência!

Como eu comentei antes, alguns pontos deixam dúvida quando se trata de ser realmente a continuação de Sex and the City, pois em um episódio da série a Carrie adulta diz que o pai saiu de casa quando ela tinha 5 anos, então não casa com a narração atual, onde a personagem é super próxima do pai e moram juntos. Fato é que complementando a série original ou não, eu estou amando acompanhar essa nova série, cheia de roupas legais, trilha sonora incrível e liçõezinhas de moral – adoro.

Imagem

Quem estava querendo ver alguma série nova e estava sem ideias, fica a minha dica. Ah, e a 2ª temporada acabou de ser renovada, então teremos pelo menos mais uma temporada delicinha vendo a teen Carrie.

 Apresentação4